Imposto de Renda: prazo final está chegando!

                                                                                                                        Este é o último mês para a entrega da declaração do IR

Muitas pessoas ainda deixam para fazer a declaração do imposto de renda perto do prazo final, o que implica em vários riscos e dificilmente traz alguma vantagem. Preparar os documentos em cima da hora aumenta as chances de cometer erros e cair na malha fina – quanto mais cedo a declaração for enviada, maior a chance de receber a restituição logo nos primeiros lotes. A temporada de entrega das declarações acaba no dia 30 de abril. A multa para o contribuinte que não fizer ou entregar a papelada fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74, sendo limitada a 20% do imposto devido. Veja abaixo alguns motivos para não deixar a declaração do IR para última hora:

Risco de erros
Todo o processo de preenchimento dos documentos exige muita atenção, já que qualquer erro pode levar à malha fina. Diferenças entre valores declarados pelo empregador e contribuinte, omissão de rendimentos ou de valores reembolsados, e lançamentos de dados em ficha errada são erros frequentes.

Imprevistos e esquecimentos
Deixar tudo para última hora aumenta os riscos de não conseguir toda documentação necessária. Contratos ou escrituras de compra e venda de imóveis e automóveis, notas fiscais de centro médicos, escolas ou de outros serviços de profissionais liberais podem demorar dias para serem obtidos.

Receber a restituição antes
A análise das declarações é feita por ordem de entrega; ou seja, quem declara por último também recebe por último a restituição – que é corrigida pela variação da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 6,5% ao ano e cuja previsão do mercado é de manutenção ao longo do ano. Também é válido lembrar que os que receberem nos primeiros lotes têm a vantagem de usar o dinheiro para fazer a quitação antecipada de dívidas ou aplicações financeiras com rentabilidade acima da Selic. As datas de pagamento são: 1º lote, em 17 de junho de 2019; 2º lote, em 15 de julho de 2019; 3º lote, em 15 de agosto de 2019; 4º lote, em 16 de setembro de 2019; 5º lote, em 15 de outubro de 2019; 6º lote, em 18 de novembro de 2019; 7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

Rede congestionada e conexão
Como a quantidade de acessos no sistema da Receita aumenta nos últimos dias, pode ocorrer uma instabilidade e acarretar algum problema ou fazer com que o contribuinte gaste mais tempo na tarefa.

Ajuda mais difícil
Deixar para entender os processos do programa da Receita e as novidades da declaração do IR 2019 nos últimos momentos pode ser impossível. Portanto, não deixe tudo pra última hora, assim você evita sofrimento e possíveis complicações.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.